Marisa Ferreira – 1998

Marisa Ferreira – 1998

Miss Portugal 1998 – Marisa Ferreira

Representou Portugal no Miss Universo 1999 em Trinidade e Tobago, tendo vencido o titulo de Miss Simpatia

MISS PORTUGAL 1998 1ª parte. Com apresentação de Sofia Aparício e Pedro Lima, começamos hoje a apresentar a edição do concurso Miss Portugal 1998. Styling de José Carlos

 

NOTICIAS Magazine – 24/11/2013

Marisa Ferreira queria concorrer a Miss Universo. Desde pequenina que ficava presa à televisão, sem­pre que era o dia da eleição da mais bela. «Eu e a minha mãe não perdíamos aquilo. Era um fascínio. Aos 9 anos, a minha mãe inscre­veu-me numa agência, fiz o primeiro book e comecei a ir a castings.» Tentou por três ve­zes concorrer a Miss Portugal. Só à terceira conseguiu. Tinha 20 anos.
Durante um mês, andou com as outras a passear por Portugal e não guarda grandes lembranças. «Havia concorrência a sério. Al­gumas diziam que eu era baixa e que não es­tava ali a fazer nada. Foi tipo bullying. Às ve­zes, chorava à noite. Desistir? Nunca na vida!»
No dia da eleição, teve uma surpresa. O vestido lindíssimo que Zé Carlos tinha de­senhado para si não estava lá. «Uma das con­correntes roubou-mo. Como eu era a primei­ra a entrar, enfiaram-me um vestido branco, enorme, que tiveram de encher com tule, no peito. Quando entrei caíam bocados de tu­le, pareciam pensos higiénicos. Horrível.»
Mas ganhou. Tornou-se Miss Portu­gal (e Miss Simpatia). E já podia cum­prir o sonho de concorrer ao univer­so. «Fui sozinha. Ninguém me ligou a perguntar se cheguei bem, ninguém me desejou boa sorte. Foi estranho. Por isso não guardo saudades.»
No concurso dos seus sonhos, não ganhou o título. Mas também não o esperava. «O sonho era ir, era estar lá, entre as candidatas. E estive. E ainda trouxe o título de Miss Simpatia. Lá, sim, éra­mos tratadas como princesas.»
Quando chegou ao aeropor­to, tinha uma comitiva à sua es­pera. Com o seu feitio particu­lar, rejeitou fotografias e pal­madinhas nas costas. «Então só depois de trazer um títu­lo é que sou boa? O meu ma­rido diz que eu tenho mau feitio e que perco muito por ser assim. Eu acho que sou só justa.»

Correio da Manhã – 24/02/2014

Marisa Ferreira: “O meu sorriso, claro!”
Em pequena, vibrava com cada edição do concurso Miss Portugal. Ao espelho tentava imitar o andar bamboleante das manequins em cima da ‘passerelle’, sem esconder o desejo de um dia vir a ocupar um lugar entre as finalistas. Em 1998 cansou-se de ver as outras na televisão e passou das palavras à acção. Nunca lhe ocorreu que iria ganhar, mas foi precisamente isso que aconteceu. Também ela teve direito à coroa, ao ceptro e não dispensou as lágrimas da praxe. “Foi um sonho tornado realidade”, garante Marisa. Ganhou uma entrada directa no concurso ‘Miss Universo’ e não saiu de lá de mãos a abanar. As colegas elegeram-na Miss Simpatia, porque estava a sempre a sorrir. Na hora de escolher a parte do corpo que mais gosta de exibir a ex-concorrente do ‘Big Brother Famosos’ nem precisou de pensar duas vezes: “O meu sorriso, claro!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *